Novos projetos!

Comemorando a viabilização financeira do projeto “Restauração da Telas de Locatelli e Sicart” apresento dois novos projetos os quais sua viabilização financeira estão sob minha responsabilidade, são eles: “Casa Cercato” e “O Capricho da Fé”.

O projeto “Casa Cercato”prevê a  restauração da edificação (tombada) em alvenaria de pedras localizada no Bairro Borghetto em Garibaldi, transformando-o  em um centro cultural e de enogastronomia.

Casa Cercato

WhatsApp Image 2021-05-19 at 19.51.31
WhatsApp Image 2021-05-19 at 19.52.29

Capricho  da Fé

Livro infantil. Contará a história de amor entre um peixe e um beija- flor. A obra  aborda o tema das relações sociais apartir de seus personagens. A ilustração utilizará técnicas não convencionais. Edição, publicação e distribuição de Maurício Silveira. O projeto preve ainda Sarau de lançamento do livro “O Capricho da Fé” e mais 4 encontros musicalizados com crianças. O livro terá uma versão musicalizada que poderá ser acessada através do QR Code que estará disponível no próprio livro. O “livro musicalizado” também estará disponível na internet através de uma página no You To Be.

Repercussão de projeto na mídia

Telas de Aldo Locatelli e José Sicart serão restauradas
Início do processo será na próxima terça-feira, na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, na capital gaúcha
 
Óleo sobre tela “A Aparição da Virgem” (1962), de Aldo Locatelli, será retirada do altar central e levada para a lateral da nave da igreja, onde permanecerá por um período sendo restaurada | Foto: Luca Pedruzzi
A Igreja Nossa Senhora de Lourdes, que fica no bairro Azenha, em Porto Alegre, abriga significativas obras artísticas. Mas com o passar do tempo, a situação de conservação das pinturas se agravou visivelmente, o que demanda uma imediata intervenção de restauro. Após preparação e faceamento, a tela “A Aparição da Virgem” (óleo s/ tela, 1962), de Aldo Locatelli, será retirada do altar central da paróquia e levada para a lateral direita da nave da igreja, onde permanecerá por um período sendo restaurada. O seu deslocamento é necessário, pois o bastidor de metal que a sustenta precisa ser substituído por um de madeira. A ação está agendada para a próxima terça, dia 23 de fevereiro.
Está prevista, ainda, a recuperação de uma segunda tela de Aldo Locatelli “Sagrado Coração de Jesus” e “São José”, de autoria do artista espanhol José Riera Sicart. As duas pinturas de Aldo Locatelli (1915-1962) foram tombadas pelo município de Porto Alegre levando em conta a importância do trabalho do artista no estado gaúcho e das técnicas por ele utilizadas. Imprescindível mencionar que foram as últimas produzidas pelo artista ítalo-brasileiro antes de sua morte.
A atuação da equipe responsável pelo restauro, formada por Leila Sudbrak na supervisão geral do trabalho das restauradoras Maria Cristina Ferrony e Vivian Lockmann, é baseada nos princípios internacionais que regulamentam a restauração de bens culturais, dentro do padrão de conservação museológica, de patrimônio da humanidade, preconizados pelo Conselho Internacional de Museus. O projeto patrimonial tem patrocínio da Sulgás e Medlive, por meio do financiamento do Pró-Cultura do Governo do Estado do RS.
A iniciativa é realizada pela Mitra da Arquidiocese de Porto Alegre, sob a coordenação geral da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes e o acompanhamento da Cúria Metropolitana de Porto Alegre.

Para viabilizar a restauração das outras duas obras, empresas podem aderir ao projeto, contatando a captadora Jac Sanchotene .

Festival de Veneza 2020

Primeira grande mostra de cinema a acontecer presencialmente em meio à pandemia, evento adotou medidas contra a Covid-19, mas convidados posaram sem máscaras


O diretor do Festival de Cinema de Veneza, Alberto Barbera, e a presidente do júri, a atriz australiana-americana Cate Blanchett, tocam o cotovelo ao chegarem para a cerimônia de abertura da mostra — Foto: TIZIANA FABI / AFP

O diretor do Festival de Cinema de Veneza, Alberto Barbera, e a presidente do júri, a atriz australiana-americana Cate Blanchett, tocam o cotovelo ao chegarem para a cerimônia de abertura da mostra — Foto: TIZIANA FABI / AFP

A presidente do júri do 77º Festival de Cinema de Veneza, a atriz australiana-americana Cate Blanchett, posa de máscara durante o festival — Foto: TIZIANA FABI / AFP

A presidente do júri do 77º Festival de Cinema de Veneza, a atriz australiana-americana Cate Blanchett, posa de máscara durante o festival — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Presidente do júri do 77º Festival de Cinema de Veneza, a atriz australiana-americana Cate Blanchett posa sem máscara antes da cerimônia de abertura do evento — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Presidente do júri do 77º Festival de Cinema de Veneza, a atriz australiana-americana Cate Blanchett posa sem máscara antes da cerimônia de abertura do evento — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Sem máscara facial, a atriz britânica Tilda Swinton manda um beijo enquanto posa no tapete vermelho após receber o prêmio Leão de Ouro pelo conjunto da obra durante a cerimônia de abertura do 77º Festival de Cinema de Veneza — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Sem máscara facial, a atriz britânica Tilda Swinton manda um beijo enquanto posa no tapete vermelho após receber o prêmio Leão de Ouro pelo conjunto da obra durante a cerimônia de abertura do 77º Festival de Cinema de Veneza — Foto: TIZIANA FABI / AFP

O diretor espanhol Pedro Almodovar e a atriz britânica Tilda Swinton encontram fãs e fotógrafos ao deixarem hotel em direção ao festival — Foto: ALBERTO PIZZOLI / AFP

O diretor espanhol Pedro Almodovar e a atriz britânica Tilda Swinton encontram fãs e fotógrafos ao deixarem hotel em direção ao festival — Foto: ALBERTO PIZZOLI / AFP

Sem máscaras, a atriz britânica Tilda Swinton e o diretor espanhol Pedro Almodovar participam posam para fotos antes da exibição do filme "A voz humana" no 77º Festival de Cinema de Veneza — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Sem máscaras, a atriz britânica Tilda Swinton e o diretor espanhol Pedro Almodovar participam posam para fotos antes da exibição do filme “A voz humana” no 77º Festival de Cinema de Veneza — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Membro do júri do 77º Festival de Cinema de Veneza, o ator norte-americano Matt Dillon chega para a cerimônia de abertura do evento — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Membro do júri do 77º Festival de Cinema de Veneza, o ator norte-americano Matt Dillon chega para a cerimônia de abertura do evento — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Os membros do júri do 77º Festival de Cinema de Veneza, Nicola Lagioia, Joanna Hogg, Matt Dillon, Christian Petzold, Veronika Franz, Cate Blanchett e Ludivine Sagnier, o diretor do festival de Veneza, Alberto Barbera e o presidente da Bienal de Veneza, Roberto Cicutto — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Os membros do júri do 77º Festival de Cinema de Veneza, Nicola Lagioia, Joanna Hogg, Matt Dillon, Christian Petzold, Veronika Franz, Cate Blanchett e Ludivine Sagnier, o diretor do festival de Veneza, Alberto Barbera e o presidente da Bienal de Veneza, Roberto Cicutto — Foto: TIZIANA FABI / AFP

Por G1

O Nosso Olhar – Diário Visual da Pandemia

O projeto consite na criação de um grupo no facebook
(https://www.facebook.com/groups/572716556933265/ ) com o objetivo de acolher o registro através de fotografias dos participantes durante os dias em que estarão confinados  em casa em virtude do coronavírus. Através da fotografia digital e do uso de nossos celulares podemos registar cenas do isolamento social.

A cada semana é apresentado um tema para a execução das fotos, a partir de palavras escolhidas pelo próprio grupo .

No final do projeto, Leandro Selister idealizador e curador do projeto, fará uma seleção das imagens e serão lançadas Revistas On-line com as imagens referentes as palavras do projeto. Em paralelo, uma conta no Instagram (@projetoonossoolhar) também acolherá as imagens produzidas pelos participantes através da hashtag #projetoonossoolhar. Será criado ainda um site onde cada um dos participantes vai possuir uma página individual com suas imagens podendo comercializar  diretamente com os visitantes que tiverem interesse na aquisição das obras.

Ao longo da duração do projeto  Leandro Selister apresentará em canal do YouTube dicas do App Snapssed, que é gratuito e permite uma série de recursos para trabalhar as imagens.

Atualmente o grupo tem mais de 2.200 participantes e em torno de 350 participam postando imagens.

Captação através da Lei Estadual de Incentivo a Cultura/LIRS no ítem 100%.

Custo total do projeto R$ 65.000,00 (sessenta e cinco mil reais).

Festival de Cinema de Gramado anuncia nova data

Dani Vilar / PressPhoto
Evento deve cocorrer entre 18 e 26 de setembro /Dani Vilar / PressPhoto

Festival de Cinema de Gramado anunciou que a edição 2020 ocorrerá entre 18 e 26 de setembro. Inicialmente programado para agosto, o evento foi adiado a partir de uma análise da organização a respeito da evolução do cenário nacional diante da pandemia de coronavírushttps://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

— Os festivais mantêm o cinema vivo e Gramado tem muita honra de contribuir com o fortalecimento da indústria do audiovisual. Esse é o nosso compromisso e será mantido ainda que não sejam descartadas alterações ou adequações no formato — avalia Diego Scariot, gerente de projetos da Gramadotur.

A seleção dos filmes para as mostras competitivas do festival deve ser finalizada até o final de julho. As inscrições de candidaturas foram recebidas até o dia 2 de maio.

Novo projeto: Restauro das Telas de Locatelli e Sicart da Igreja de Lourdes

Tombadas pelo Município, as obras de Aldo Locatelli e José Sicart, foram reconhecidas como patrimônio artístico de Porto Alegre.

As histórias dos dois artistas caminham de mãos dadas com a história do Rio Grande do Sul.

Guardam oportunidades de estudo para estudantes, professores e pesquisadores.

Já hoje atrai visitantes locais, nacionais e internacionais, que se encantam, se impressionam, se comovem.

O projeto prevê a restauração de três telas situadas na Igreja Nossa Senhora de Lourdes localizada no Bairro Azenha. Duas delas são do renomado artista italiano Aldo Locatelli e estão tombadas pelo EPAHC. A terceira é de autoria do artista espanhol José Riera Sicart. As obras a serem restauradas estão no interior da Igreja.

Além do restauro e da conservação das telas para as futuras gerações o projeto pretende com essa ação valorizar o Bairro Azenha incluí-lo no roteiro cultural da cidade, a partir de um roteiro de visitas as obras dos artistas.

Ao fundo do altar tela de Aldo Locatelli “A Aparição da Virgem” ao lado a direita tela de José Sicart.



Detalhe de 'Sagrado Coração de Jesus' - Aldo Locatelli (1960), Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, Porto Alegre
Sagrado Coração de Jesus
Aldo Locatelli trabalhava no painel “Sagrado Coração de Jesus”, ao falecer, em 1962. Em primeiro plano, vemos a imagem de Jesus, com o coração em frente ao peito. Ao fundo, observamos os anjos.

O projeto de restauro conta com o incentivo fiscal proporcionado pela Lei Estadual de Incentivo a Cultura baseado no tributo ICMS RS.

Sedução

Longa-metragem do consagrado diretor Zelito Viana.  Paulo Martins, ator de novelas no auge da carreira, parece ter conquistado tudo  aquilo que queria – fama e dinheiro. Durante uma gravação recebe a notícia da morte de seu pai, a quem não via há 30 anos, o que o leva para uma jornada existencial na floresta Amazônica, às margens do Rio Tapajós, em busca das memórias paternas e de pedaços de si mesmo deixados pelo caminho.
As filmagens serão realizadas no Rio de Janeiro e em Alter do Chão, às margens do rio Tapajós.

Entre os atores já confirmados estão: Marcos Palmeira, Dira Paes e Otávio Muller. Produção Executiva: Vera de Paula. Produção: Mapa Filmes do Brasil. 

Coprodutor Globo Filmes