Reproduzo a seguir matéria do jornal “Tribuna de Uruguaiana” onde é confirmada a morte de Rhosammaria. Meu dia foi triste hoje se foram as inigualáveis  Rhosammaria e  Lícia Peres. O mundo ficou mais triste hoje.

Os 3 Platandos Foto Fundação Ecarta

Jimi Joe, King Jim e Bebeto Alves

Aula-espetáculo;

Show;

Curta-metragem em animação direção: Eloar “Alemão” Guazelli;

Documentário Produção e direção: João Divino;

Com a banda Los 3 Plantados.

Inspirados  em suas experiências  pessoais, os músicos gaúchos Bebeto Alves, Jimi Joe e King Jim, transplantados em 2013, incentivam a doação de órgãos e mostram que a prevenção de doenças podem reduzir significativamente a fila de espera por transplantes.

A aula-espetáculo aborda, por diversos ângulos, o universo de quem trabalha, convive ou espera por um transplante. Um pocket show de 30 minutos, com músicas da banda, encerra a avidade, que tem duração aproximada de uma hora e meia.

meu-quarto-na-cabana-da-ponte

Meu quarto na Cabana da Ponte, Verinha e Zelito me aguardaram com flôres no quarto!
jorge-e-eu
“Jorge e eu,  em uma cena de dar  ciúmes a Gabriela e Nacib”! Lindo Vesúvio! Linda Ilhéus! Fomos também ao Bataclan e conhecemos até mesmo o quarto da Maria Machadão!
Cabana da PonteCabana da Ponte - A empresa

Gratidão a Vera, ao Zelito e ao Muller-que ficou em casa dando “retaguarda”-pelos belos dias que passei no interior da Bahia. Primeiro Ilhéus, depois Itabuna e finalmente Itororó! Fiquei muito impressionada com a Cabana da Ponte e com a qualidade dos produtos lá produzidos, entre esses mussarela de búfala e também polpa de frutas de cajá e cacau. Mais do que isso foram os lindos sorrisos que passaram a me “acompanhar” depois da minha estada na Cabana. Lembro dos olhos apertadinhos da Lúcia me ensinando a fazer Beijú e sorrindo ao me ver atrapalhada…e a Rosa sua auxiliar com um sorriso encantador. Se não bastasse isso tinha o Zai que cuidava de todos nós e sempre estava pronto a auxiliar. Enfim…hoje minhas curtas férias são mais uma feliz lembrança acompanhada de lindos  e novos sorrisos. 

smile

circo-dudu

Ocorre hoje (30), às 20h, no Teatro Sesc, em Porto Alegre, o Show Circense Solidário – Apoio ao Dudu irá reunir diversos artistas e grupos num único espetáculo trazendo atrações circenses com direito a palhaços, acrobacia de solo, lira, coreografias, equilibrismo, malabarismo com muita alegria e diversão. O espetáculo tem como objetivo arrecadar fundos para o tratamento do acrobata Eduardo Souza que está hospitalizado devido a um acidente.
Em cena, o público poderá conferir a dupla Gomes & Ninow (Rio de Janeiro – RJ), Circo de Palco de (Novo Hamburgo – RS), Carlo Goidanich Cancelli & Ridan Albuquerque Cia Atmosfera (Porto Alegre – RS), Grupo Move It, (Porto Alegre – RS), Pichacha Malabares Re Tri Circo (Patagonia – Argentina), Felipe Carvalho – (Florianópolis – SC), Bernardo Beckhausen (Gramado – RS), Júlia Dalla Rosa (Novo Hamburgo – RS), Rafael Gomes (Porto Alegre – RS), dentre outros. A iluminação fica por conta de Leandro Gass e a sonorização de Magnus Viola. Uma realização da Companhia Atmosfera com apoio do Sesc-RS.
Sobre o acidente:
No dia 10 de janeiro, enquanto treinava, Dudu sofreu uma fratura na coluna cervical (C5 e C6) e teve conseqüente edema na medula. A cirurgia ocorreu no dia 13 de janeiro no hospital Pompéia em Caxias do Sul/RS. Corrigiram a fratura fixando as vértebras com parafusos. A lesão na medula é grave, porém a medula não rompeu. Os médicos ainda não conseguem dar uma previsão de quanto tempo será necessário para que ele retome os movimentos. Dudu precisará de cuidados especiais para sua reabilitação por tempo indeterminado após a alta (cama hospitalar, fisioterapias, equipamentos, …).
 Serviço:
Local: Teatro do Sesc
Endereço: Avenida Alberto Bons, 665 Porto Alegre, RS 
Horário: 20h
Valor: R$ 30,00
Contatos: (51) 8329.9995

15325224_1050712435037435_339491382114676497_o

12 de dezembro às 19:30 a 13 de dezembro às 1:00 h

Cine Bancários

Rua General Camara 424, 90010-230 Porto Alegre RS

meu-nome-e-jorge

“Meu Nome é Jorge”longa-metragem adaptação do livro homônimo. O livro “Meu Nome é Jorge” é o mais vendido no RS, entre os autores gaúchos, nos últimos anos e já gerou a seu autor, Jorge Martins, mais de 15 patronatos de feiras do livro municipais. Livro que está sendo adotado em dezenas de escolas em todo o estado.

Direção: Claudinho Pereira.  Produção: Panda Filmes. A Panda Filmes é produtora de audiovisual entre seus mais recentes trabalhos estão o filme e série “O Tempo e o Vento”, em parceria com a TV Globo; a série de ficção científica “Oxigênio”, maior share da RBS-TV em seus produtos regionais 2014 e os filmes “Insônia”, “A Oeste do Fim do Mundo”, melhor longa-metragem brasileiro no Festival de Toronto. A Panda Filmes finalizou o longa-metragem  “Central”em 2015, premiado como “Melhor Documentário” no Festival de Cinema de Língua Portuguesa em Lisboa, Portugal.

“Meu Nome é Jorge” tem previsão de filmagens para 2017.

 

 

poster Salam, Síria.jpg

“Salam, Síria” é o primeiro documentário brasileiro sobre a guerra civil da Síria que retratará o cotidiano de famílias sírias que escolheram três diferentes países para viver (Jordânia, Alemanha e Brasil) mostrando o passado, o presente e a perspectiva de futuro dos membros de cada família. O filme mostra os desafios, medos, esperança e amparo que estas famílias estão tendo e quem são os personagens por trás guerra e das ajudas humanitárias nas cidades de São Paulo (Brasil), Augsburg (Alemanha), Campo de Zaatari e Amã (Jordânia). Salam, Síria é o primeiro documentário brasileiro que rodará três países contando a história dos refugiados e ainda tendo em sua equipe quatro mulheres a frente do projeto: diretora e três produtoras (Joice de Oliveira, Jac Sanchotene e Rachel Klein).

Famosa pela História, culinária, cidades patrimônios da Humanidade (Alepo e Palmira), belas paisagens, planícies férteis e um povo trabalhador, a próspera Síria era um dos destinos mais procurados turisticamente na região do Oriente Médio. Banhada pelas águas do Mar Mediterrâneo e fazendo fronteira com Turquia, Iraque, Líbano, Jordânia e Israel, desde 2011, a Síria enfrenta uma guerra civil sem precedentes, na qual milhões de pessoas estão sofrendo as consequências. Mais de 480 mil pessoas já perderam a vida, cerca de 6 milhões saíram do país se refugiando em lugares como Jordânia, Líbano, Turquia e Europa. Além disso, mais de 10 milhões deixaram suas casas fugindo para outras cidades dentro do país. A questão dos refugiados sírios é um assunto mundial que atinge a todos.

Este filme é um documento para ficar na história do nosso país, e também, para registrar que a solidariedade está acima de qualquer horror armado.